Seja bem vindo ao meu blog, Deixe seu recado e opinião ;)
RSS

31 de outubro de 2008

Parábola

Um Monge e seus discípulos iam por uma estrada e ao passarem por uma ponte, viram um escorpião sendo arrastado pelas águas.
O Monge correu pela margem do rio, entrou na água e pegou o bichinho na mão.
Quando o trazia para fora, o bichinho o picou Devido à dor, o Monge deixou-o cair novamente no rio.

Foi então à margem, apanhou um ramo de árvore, correu, entrou no rio, pegou o escorpião e o salvou.

Voltou o Monge e juntou-se aos discípulos na estrada.
Eles haviam assistido à cena e o receberam perplexos e penalizados.

Mestre, deve estar doendo muito! Porque foi salvar esse bicho ruim e venenoso? Que se afogasse! Seria um a menos! Veja como ele respondeu à sua ajuda! Picou a mão que o salvara! Não merecia sua compaixão!
O Monge ouviu tranqüilamente os comentários e repondeu:
"Ele agiu conforme sua natureza, e eu de acordo com a minha".


Esta parábola nos faz refletir a forma de melhor compreender e aceitar as pessoas. Não podemos mudar os outros, mas podemos melhorar nossas próprias reações e atitudes, sabendo que cada um dá o que tem e o que pode.

30 de outubro de 2008

Há certas horas, em que não precisamos de um Amor
Não precisamos da paixão desmedida

Não queremos beijo na boca
E nem corpos a se encontrar na maciez de uma cama.

Há certas horas, que só queremos a mão no ombro, o abraço apertado ou mesmo o estar ali, quietinho, ao lado Sem nada dizer...
Há certas horas, quando sentimos que estamos pra chorar, que desejamos uma presença amiga, a nos ouvir paciente, a brincar com a gente, a nos fazer sorrir

Alguém que ria de nossas piadas sem graça

Que ache nossas tristezas as maiores do mundo

Que nos teça elogios sem fim

E que apesar de todas essas mentiras úteis, nos seja de uma sinceridade inquestionável.

Que nos mande calar a boca ou nos evite um gesto impensado
Alguém que nos possa dizer: Acho que você está errado, mas estou do seu lado.
Ou alguém que apenas diga:
Sou seu amor! E estou Aqui!


William Shakespeare

Amigos de verdade?

Amigos de verdade não sei se tenho,
Acredito na amizade verdadeira,
Mais no momento ela me falta!
Sinto saudade do que acontecia...
Conversas paralelas, discussões repentinas,
Gargalhadas gostosas, abraços apertados,
Risos sem graça, choros desesperados...
Ah, meus amigos...
Dizíamos frases feitas, mais no fundo eram mais que verdade...
Um simples: ”EU TE AMO” se tornava uma grande declaração...
Em momentos de desespero era deles, só deles o meu tempo...
Não tínhamos medo da má interpretação dos outros.
Para nós o que importa é o que sentiamos uns pelos outros...
Saudades de todos os olhares perdidos,
Porem encontrados por amigos de verdade.
Sei que com o tempo ficaremos perdidos entre si.
Quando nossos filhos perguntarem:
-Quem são essas pessoas?

Com muita saudade, porém orgulho, responderei:
-São meus velhos amigos!”
Com o tempo o contato será mais difícil
Porém em pensamentos estaremos sempre perto!

Autoria: Beatriz Brum

11 de outubro de 2008

Peter Pan

Mas se você quiser voar,
Venha eu vou te mostrar.
Mas se você quiser saber,
Talvez eu possa dizer.

Se o seu mundo não é normal,
O que importa se a vida real
Ou fantasia pode ser,
Se quem faz sua vida crescer,
Simplesmente é você,
Fatalmente é você.

Momentos de alegria,
Coisas que ainda não via.
Seres talvez alados,
Talvez bizarros,
Mas tudo depende de você,
Apenas você.

Então feche os olhos,
Pense em todas as maravilhas do mundo,
Multiplique e vá ao fundo,
Você vai ver muita coisa acontecer,
Mas simplesmente é você,
Fatalmente é você.

Eu ainda posso falar de todas as coisas que vi
E vivi Mas que tal você ver Só assim possa crer.
Feche os olhos
Agora veja suas maravilhas
Suas alegrias
Multiplique por três
E simplesmente é você
Fatalmente é você.
Autoria: MarinaGRC

Dedico este poema ao meu amigo Peter Pan que tanto adoro, desculpe amigo por não estar mais tão presente, vou confessar que ando com um desânimo imenso, mas isso tudo passa.
Abraços e Beijos a todos visitantes e amigos.

10 de outubro de 2008

Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.
Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.
Não acredite em algo simplesmente porque esta escrito em seus livros religiosos.
Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.
Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.
Mas depois de muita análise e observação, se você vê que algo concorda com a razão, e que conduz ao bem e beneficio de todos, aceite-o e viva-o.
Buda

Tags Autores e Temas

Ailin Aleixo (1) Albert Einsten (2) Álvaro de Campos (1) Amizade (28) Amor (80) amor próprio (6) André Compte-Sponville (1) Animais (4) Antoine de Saint-Exupéry (1) Ariano Suassuna (1) Arjuna Baptiston (1) Arquivo Pessoal (28) Arthur Schopenhauer (2) atitude (10) Augusto Cury (1) Autor desconhecido - A.D. (10) Awards (2) Beatriz Brum (1) Bob Marley (2) Buda (1) Caio F. Abreu (2) Carinho (1) Carlos Drummond de Andrade (11) Cazuza (1) Cecília Meireles (5) Charlie Brown Jr (1) Chico Buarque (1) Ciumes (1) Clarice Lispector (6) Clarisse Correa (1) Colleen Houck (1) coração (2) Crescer (1) Dalai-Lama (3) dieta (1) dificuldades (3) Diversos (48) Dom Helder Câmara (1) Drogas (2) Educação (2) Escolhas (1) etnia (1) Eu me chamo Antonio (2) Família (5) Felicidade (17) Fernanda Mello (1) Fernando Pessoa (12) Filmes (3) Foto mensagem (5) Frases (74) futuro (5) Gabriel Silva (1) Gandhi (3) Haroldo de Campos (1) Hermann Hesse (1) Humanidade (12) Humor (27) Isadora Lustosa (1) Kelly Clarkson (1) Kid Cudi (1) Leo Buscaglia (1) Luis Carlos Lisboa (1) Luis Fernando Veríssimo (2) Luiz Pondé (1) Machado de Assis (1) Mafalda (1) Malala Yousafzai (1) Marcos Donizetti (1) Marilyn Monroe (1) Mario Quintana (16) Martha Medeiros (3) medo (1) Michel Melamed (1) Millôr Fernandes (1) Mulher (20) Música (17) Natureza (11) Oscar Wilde (1) Osho (3) Pablo Neruda (4) Padre Fábio de Melo (2) Paulo Coelho (6) Paz (3) PC Siqueira (1) Placas (2) Poemas (20) Política (1) Positividade (7) Provérbios (19) Quadrinhos (4) realidade (1) Reflexões (61) Relacionamentos (10) Religiosas (19) Renato Russo (1) Ruas (2) Sabedoria (9) São Paulo (1) Sapatos (1) Saudades / Ausência (17) Ser louco (4) Shakespeare (5) Slash (1) Snoop (1) Sofrer (12) Solidão (6) sonhos (1) Stendhal (1) Stephen Hawking (1) superação (8) Televisão (2) Tempo (6) Thomas Huxley (1) Victor Hugo (4) Vida (36) Vingança (1) Vinicius de Moraes (14) William Blake (1) Winston Churchill (1)